Financial Management Blogs by SAP
Get financial management insights from blog posts by SAP experts. Find and share tips on how to increase efficiency, reduce risk, and optimize working capital.
cancel
Showing results for 
Search instead for 
Did you mean: 
Renan_Correa
Active Contributor
 



 

Como sabemos no Brasil, um dos tópicos do momento é a exclusão do ICMS da base do PIS/COFINS. Há vinte anos esse assunto vem sendo discutindo e, com os dados publicados pelo governo, ainda não existe uma definição clara sobre o modo de cálculo, impossibilitando a implementação de uma solução standard no SAP ECC e S/4HANA.

Mas, como sempre, as operações das empresas não esperam por uma definição formal do governo e uma respectiva SAP Note e já estão acontecendo no dia a dia, então como lidar com esses casos?

Basicamente pode se fazer qualquer coisa nas classes da TAXBRA e de 1000 maneiras diferentes, mas aqui vai nossa sugestão de como pode se fazer isso no ECC e S/4HANA, tanto em MM/Compras como SD/Vendas.

Lembrando que, como ainda não está 100% transparente como deve ser o cálculo – com ou sem  fcp, redução de base, etc. – a regra/lógica de cálculo em si deve ser definida pelo cliente, mas ela pode facilmente ser integrada nesses mesmos lugares, o que acaba simplificando a implementação uma vez que todas as regras forem definidas junto ao negócio.


A solução abaixo foi testada pelo meu colega Tiago Correa e está descrita em detalhes abaixo mostrando um exemplo de implementação sem usar as notas já entregues pela SAP para essa exclusão.

Update: O post é de 2021, anterior as notas com a solução standard, mas caso alguém possua um sistema muito antigo e que não é possivelmente simplesmente implementar as notas esta é uma opção possível.

Passo 1 – Enhancement no método determine_additional_rate na classe CL_TAX_CALC_BR (necessário tanto para SD como para MM)



 

Aqui o parametro MV_ADDITIONAL_RATE é ajustado. Esse parâmetro é calculado para PIS e COFINS sendo multiplicado pela alíquota do ICMS, que nesse caso precisará ser desconsiderada. Uma nova lógica precisa ser incluída no enhancement, dependendo dos parâmetros a serem considerados ( mestre do cliente/fornecedor, IPI, FCP, etc... )

Abaixo segue um exemplo de implementação de código:



Passo 2 – Enhancement no método calculate_pis_cof_base na classe CL_TAX_CALC_BR ( caso de SD )



Nesse caso o parametro EV_BASE recebe o valor calculado incluindo ICMS e é preciso deduzir o valor do ICMS desse parâmetro.

Abaixo segue um exemplo de implementação de código:



Passo 3 – Enhancement no método calculate_pis_cof_base na classe CL_TAX_CALC_BR_MM ( caso de MM )



Nesse caso o parametro EV_BASE recebe o valor calculado incluindo ICMS e é preciso deduzir o valor do ICMS desse parâmetro ( e IPI também no caso de compras para consumo ).

Abaixo segue um exemplo de implementação de código:




Importante!



  • Todos enhancements que mencionamos podem ser feitos como enhancements implícitos no final de cada método ou post-method enhancements e não involvem modificações de código standard, apenas ampliações.

  • Quando a SAP lançar SAP Notes para contemplar esse cenário durante a implementação das notas individuais ( ou após um upgrade ) é preciso re-testar o cenário e remover (ou re-adequar) a implementação.

  • O exemplo de implementação acima usa o modelo TAXBRA, no caso de TAXBRJ a implementação precisa ser completamente diferente.


E ai, o que acham? Como vocês estão fazendo o desenvolvimento dessa solução?
53 Comments