Enterprise Resource Planning Blogs by SAP
Get insights and updates about cloud ERP and RISE with SAP, SAP S/4HANA and SAP S/4HANA Cloud, and more enterprise management capabilities with SAP blog posts.
cancel
Showing results for 
Search instead for 
Did you mean: 
mcalgaroto
Advisor
Advisor
1,378
Olá,

Neste blog trarei algumas dicas e tópicos de como estar preparado para o RISE with SAP com ‘S/4HANA Cloud, private edition’.

 

Estratégia Multinuvem


O RISE with SAP faz parte da estratégia multinuvem, onde várias soluções SAP de suas nuvens estão embaixo do mesmo contrato e são utilizados pelo cliente de maneira integrada, afim de realizar os respectivos processos de negócio. O produto chave da oferta é o S/4HANA Cloud.

Quando o cliente opta pelo RISE with SAP com o S/4HANA Cloud, private edition, é criado um tenant dedicado para o cliente, também conhecido como nuvem gerenciada, que inclui todos os produtos ‘private edition’. Esta entrega é realizada pelo time SAP Enterprise Cloud Services (ECS). O ECS fica responsável por todas as atividades relacionadas à definição e construção da infraestrutura, instalação e configuração inicial, bem como a realização de diversas atividades relacionadas com o mantenimento e administração dos respectivos sistemas que estão sob sua responsabilidade.

 


Para a infraestrutura dessa nuvem gerenciada o cliente pode escolher um provedor de infraestrutura em uma região homologada. A escolha deve ocorrer para o Data Center primário e também para o Data Center secundário caso tenha optado por contratar DR de longa distância. O time de Engenharia do ECS elaborou – e mantém em processo de melhoria contínua – toda a arquitetura de referência para cada um dos provedores de infraestrutura, a fim de obter o máximo de disponibilidade e desempenho em seu ambiente SAP.

Os provedores de infraestrutura atualmente disponíveis são a própria SAP (com seus DCs) ou um dos três Hyperscalers (IaaS) líderes de mercado:

  •  Amazon Web Services (AWS)

  •  Microsoft Azure

  • Google Cloud Platform (GCP).


A escolha da região dentre aquelas homologadas pelo ECS deve ser realizada com o suporte do CAA (Cloud Architect & Advisor) durante a pré-venda.

A matriz de Funções e Responsabilidades do ECS mapeia e classifica todas as atividades que podem ser demandadas durante o ciclo de vida dos sistemas que ficam nesta nuvem gerenciada:

RISE with SAP S/4HANA Cloud, private edition and SAP ERP, PCE Roles and Responsibilities

 

Jornada do cliente ao Private Edition


A SAP demanda que o cliente forneça informações para realizar a construção da nuvem gerenciada do cliente, devido à natureza de sua arquitetura.

Se o cliente mapear em sua companhia os respectivos times responsáveis por prover cada um dos itens e distribuir as demandas antes da assinatura do contrato, irá agilizar a entrega destas informações dentro do prazo requisitado pela SAP. Assim permitirá que todo o ambiente seja entregue pela SAP na data de início do contrato, sem atrasos.

As informações estão detalhadas abaixo:

➢ Credenciais do S-User: necessário para que o time de operações do ECS possa instalar, suportar e gerenciar os sistemas pelo cliente. Quando o cliente adquire o RISE with SAP ele indica um membro de sua equipe para ser o Super Administrador da respectiva instalação. A partir deste usuário o cliente deve realizar a criação de um novo usuário dedicado para o time de operação, adicionando as permissões listadas no formulário enviado ao cliente.

➢ Línguas a serem instaladas nos sistemas SAP (além do padrão - EN, DE): (além do padrão - EN, DE): Indica o(s) idioma(s) adicional(is) a serem instalados, por exemplo: Português, Espanhol, Francês, etc. Relevante apenas para novas instalações (Greenfield).

➢ Janela de manutenção planejada: janela de indisponibilidade pré-aprovada de 4 horas para ser utilizada em caso de emergência. Deve ser definida dentro da janela de manutenção contratual, que é 24x5 (dias úteis) para sistemas não produtivos e 24x7 para sistemas produtivos.

➢ 1 x subrede IPv4 (/22): Um intervalo de IPs disponível (sem utilização) e exclusivamente reservado para os hosts e componentes que serão construídos na nuvem gerenciada.

Se o Hyperscaler escolhido for GCP, este intervalo deve fazer parte do endereçamento privado documentado na RFC 1918.

➢ 1 x subrede IPv4 (/22) para DR: um segundo intervalo de IPs deve ser provido caso haja recuperação de desastre (DR) de longa distância (em uma região distinta) no escopo.

➢ Subdomínio de DNS interno do Cliente: o cliente irá delegar um subdomínio embaixo do seu domínio de DNS interno e a SAP o utilizará em todos os componentes que serão construídos na nuvem gerenciada. Por exemplo: se o domínio de DNS interno do Cliente é ‘customer.corp’, o subdomínio será ‘sap.customer.corp’. Assim, as URLs utilizadas pelo usuário final estarão embaixo deste domínio. Importante: o cliente deverá prover certificados TLS/SSL para o subdomínio fornecido.

➢ Endereço de IP dos servidores de DNS: este dado será utilizado para deixar autorizado que estes IPs realizem o zone-transfer (transferência dos registros) dos servidores de DNS da nuvem gerenciada para estes servidores de DNS do cliente.

➢ Parâmetros de configuração da conectividade ponta-a-ponta (VPN, MPLS, etc): o time de redes do cliente deve preencher o documento de conectividade compartilhado pela SAP no formulário enviado ao cliente. A SAP irá providenciar a configuração e retornar com os dados necessários para que o cliente finalize a conectividade na sua ponta.

➢ Best Practices: Cliente e Parceiro implementador são responsáveis por selecionar os detalhes requeridos para ativação de Best Practices preenchendo a última versão do questionário disponível na SAP Note 3039705. - Relevante apenas para novas instalações (Greenfield).

➢ Contatos do cliente: nome, e-mail e telefone para os contatos técnicos do cliente e do projeto. Estes dados serão recebidos pelo time de ECS e são necessários para que eles saibam a quem buscar em suas interações.

Conclusão


Com esta visão geral e com planejamento junto ao seu time de TI, é possível agilizar a definição e entrega das informações que são pré-requisitos pelo time da SAP para implementação e entrega dos ambientes em nuvem gerenciada do RISE with SAP.

Importante salientar que a grande maioria das informações são mandatórias e essenciais para iniciar a construção do ambiente (baseado na arquitetura de referência) e que atrasos na entrega destas informações deve levar à atraso de similar proporção na disponibilização do ambiente.

Até a próxima !
8 Comments